Cbn Pelo Mundo - Adriana Carranca

Informações:

Sinopse

Conflitos, a geopolítica mundial e a correlação de forças entre as potências.

Episódios

  • ‘Só a saída de Trump da Casa Branca já muda o cenário mundial’

    ‘Só a saída de Trump da Casa Branca já muda o cenário mundial’

    02/01/2021 Duração: 11min

    Adriana Carranca falou sobre a expectativa para o ano político de 2021 pelo mundo. A comentarista afirmou que Biden tem desafios inimagináveis depois da pandemia do novo coronavírus. A saída do Reino Unido do Brexit e as eleições na Alemanha também devem agitar o cenário político europeu.

  • Retrospectiva do ano de 2020 pelo mundo

    Retrospectiva do ano de 2020 pelo mundo

    31/12/2020 Duração: 15min

    Adriana Carranca faz uma retrospectiva de como o mundo recebeu o coronavírus durante todo o ano de 2020. Ela destaca que esse dia 31 de dezembro é a marca do 'aniversário' de um ano da primeira vez que a Covid-19 foi relatada. A comentarista ainda aborda que o alerta mundial começou em 13 de janeiro, quando foi descoberto o primeiro caso fora da China.

  • Europa passará Natal em lockdown

    Europa passará Natal em lockdown

    24/12/2020 Duração: 15min

    Exceto os países nórdicos, a Europa, assim como alguns estados dos Estados Unidos, estão em tipos de lockdowns severos por conta da segunda e até terceira onda do coronavírus. No Canadá e no Chile, as autoridades estipularam regras para viabilizar a reunião de pessoas. 'Tem papai noel online, tem inúmeras lives, tem filmes de Natal. Pela primeira vez na história do Ballet de Nova York, o 'Quebra Nozes' poderá ser assistido de casa e de graça', reforça Adriana Carranca, para que as pessoas não se aglomerem.

  • Demora no início das relações do Brasil com governo Biden isola o país

    Demora no início das relações do Brasil com governo Biden isola o país

    19/12/2020 Duração: 11min

    Adriana Carranca comenta a posição do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e do presidente Jair Bolsonaro de iniciar as conversas diplomáticas com a equipe do democrata somente depois da posse, marcada para 20 de janeiro. Nesta semana, Bolsonaro reconheceu a vitória de Biden quase 40 dias depois de oficializado o resultado nas urnas. Carranca também faz uma análise dos recentes nomes escolhidos por Joe Biden para a composição do governo, que mostram uma guinada para uma política mais diplomática, bem diferente da vista no mandato do republicano Donald Trump.

  • Tomar ou não uma vacina não se trata de uma decisão pessoal

    'Tomar ou não uma vacina não se trata de uma decisão pessoal'

    17/12/2020 Duração: 11min

    Adriana Carranca lembra que a imunização é uma questão de saúde pública, porque faz com que uma epidemia seja controlada. Itália, França, Alemanha e outros países têm leis nacionais que tornam a vacinação obrigatória; outras nações discutem a possibilidade de implementar a obrigatoriedade para o caso da Covid-19. As festas de fim de ano vêm preocupando as autoridades de vários países, que já endureceram medidas contra a doença, como a Bélgica.

  • Suprema Corte dos EUA encerra chances de Trump questionar eleições

    Suprema Corte dos EUA 'encerra' chances de Trump questionar eleições

    12/12/2020 Duração: 07min

    A Justiça dos Estados Unidos rejeitou, nessa semana, um pedido de políticos republicanos, que solicitavam a anulação das eleições em estados onde Joe Biden foi vencedor. 'É uma vitória da democracia. Venceram os fatos', avalia Adriana Carranca.

  • Parece que a relação de Biden com o governo brasileiro será difícil

    Parece que a relação de Biden com o governo brasileiro será difícil

    05/12/2020 Duração: 11min

    Presidente eleito dos EUA e Jair Bolsonaro ainda não se falaram. Já se passou um mês da eleição americana e Trump insiste em contestar os resultados, apesar de seus próprios aliados já terem concluído que não houve fraude.

  • Trump pode ser alvo de uma série de investigações sobre sonegação de impostos

    'Trump pode ser alvo de uma série de investigações sobre sonegação de impostos'

    03/12/2020 Duração: 15min

    Adriana Carranca fez um balanço de um mês da derrota do presidente dos Estados Unidos Donald Trump para o presidente eleito Joe Biden nas urnas. 'Todas as recontagens demonstraram a vitória do democrata Joe Biden e não foi encontrado indícios de fraude', disse. Ela também comentou sobre o recorde de mortes por Covid-19.

  • Há sinais de ligação entre morte de cientista nuclear iraniano com agência de espionagem israelense

    Há sinais de ligação entre morte de cientista nuclear iraniano com agência de espionagem israelense

    28/11/2020 Duração: 08min

    Para Adriana Carranca, atentado acende a suspeita de que Israel está tentando acelerar os planos contra o Irã. Joe Biden, que pretendia retomar negociações com o país, inicia o ano com essa crise, que não estava na expectativa do governo.

  • Há uma corrida para garantir doses das vacinas

    'Há uma corrida para garantir doses das vacinas'

    26/11/2020 Duração: 11min

    Diante das últimas e boas notícias sobre as vacinas contra a Covid-19, alguns países já têm elaborado um plano de vacinação para a população. A corrida é intensificada também em meio à segunda onda da doença. Alemanha e Rússia bateram recordes de mortes desde o inicio da pandemia. 'França e Espanha já anunciaram calendário de vacinação. EUA anunciaram que acreditam que vão passar a vacinar a partir de 15 de dezembro', informa Adriana Carranca.

  • Não é possível comparar vidros quebrados com o assassinato de um homem negro desarmado

    Não é possível comparar vidros quebrados com o assassinato de um homem negro desarmado

    21/11/2020 Duração: 10min

    Ao comentar a repercussão mundial do caso João Alberto, Adriana Carranca avalia a manchete 'Violência explode no Brasil após homem negro ser espancado até a morte no Carrefour', da Reuters e Deutsche Welle, que considera equivocada. Para ela, o racismo estrutural precisa ser discutido com mais profundidade.

  • Europa tem uma morte por Covid-19 a cada 17 segundos

    Europa tem uma morte por Covid-19 a cada 17 segundos

    19/11/2020 Duração: 11min

    Adriana Carranca fala sobre a segunda onda de Covid-19 que atinge países europeus. Ela destaca que hospitais estão novamente lotados e as mortes estão subindo em todos os países. Estamos vendo uma nova explosão de casos por lá e a possibilidade de voltar a fechar escolas está sendo estudada. Comentarista destaca ainda a situação dos EUA, que não pode ser chamada de 'segunda onda' porque os casos nunca diminuíram significativamente por lá.

  • Pelo menos 12 contestações da vitória de Biden foram negadas pela justiça

    Pelo menos 12 contestações da vitória de Biden foram negadas pela justiça

    14/11/2020 Duração: 11min

    Escritório de advocacia que representava Trump saiu de cena e disse que não vai mais contestar a eleição do democrata. Juiz que rejeitou um pedido chegou a dizer que bloquear o resultado do pleito seria um caso sem precedentes de ativismo judicial, já que alegações do republicano estão incorretas.

  • Essa judicialização tem o apoio de uma campanha de desinformação

    'Essa judicialização tem o apoio de uma campanha de desinformação'

    12/11/2020 Duração: 20min

    Os Estados Unidos ainda não têm o resultado oficial da eleição presidencial. Arizona, Georgia e Carolina do Norte não terminaram a contagem dos votos. Enquanto isso, Donald Trump continua a contestar o resultado. 'Pelo menos 12 pedidos de contestação já foram rejeitados pela Justiça por não ter a mínima evidência de fraude', comenta Adriana Carranca. No Brasil, mais de 2 mil sites reportam fake news sobre uma suposta fraude nas eleições americanas.

  • Dependendo da postura de Trump, podemos ver episódios de violência nos EUA

    'Dependendo da postura de Trump, podemos ver episódios de violência nos EUA'

    07/11/2020 Duração: 19min

    A comentarista da CBN Adriana Carranca avalia que retórica do presidente derrotado, que aposta na judicialização da eleição e nas acusações de fraude, pode tornar o período de transição conturbado.

  • Kamala Harris foi essencial para a vitória de Biden

    'Kamala Harris foi essencial para a vitória de Biden'

    07/11/2020 Duração: 22min

    Para Adriana Carranca, primeira vice-presidente mulher e negra do país estimulou o voto das minorias. Além disso, a atuação do republicano Donald Trump no combate à pandemia também impactou a imagem do atual mandatário.

  • Trump está fazendo de tudo para gerar confusão e atrasar a eleição por vaidade

    'Trump está fazendo de tudo para gerar confusão e atrasar a eleição por vaidade'

    05/11/2020 Duração: 18min

    Adriana Carranca comenta a tentativa de Donald Trump de questionar a legitimidade da eleição. Contudo, alguns estados já negaram o pedido de recontagem dos votos. A intenção do presidente é judicializar o processo e tentar vantagem na Corte, de maioria conservadora. 'Conservador ou não, quando você chega numa Corte de Justiça, as acusações de fraude precisam ter base, então, por isso, esses processos já tiveram essas duas recusas, porque não há evidências ou provas de fraude', diz a comentarista.

  • Pandemia e outras questões de saúde influenciam eleitores no EUA

    Pandemia e outras questões de saúde influenciam eleitores no EUA

    31/10/2020 Duração: 12min

    Pesquisas mostram que idosos que votaram em Trump na última eleição podem optar por Biden no próximo pleito. Mas esse grupo de eleitores é exceção. A maioria não deve mudar de escolha porque a polarização é muito grande.

  • Não é de hoje que a França é alvo de ataques classificados como terrorismo

    'Não é de hoje que a França é alvo de ataques classificados como terrorismo'

    29/10/2020 Duração: 13min

    Adriana Carranca comentou o ataque a faca que deixou três mortos na manhã desta quinta-feira na Basílica de Notre-Dame em Nice, no Sul da França. O suspeito, um homem de 21 anos, foi baleado pela polícia e depois preso. A comentarista também analisou o aumento dos casos do novo coronavírus na Europa e o cenário das eleições presidenciais nos EUA.

  • Numa eleição de decididos e surdos, debate parece não fazer efeito nos EUA

    Numa eleição de 'decididos e surdos', debate parece não fazer efeito nos EUA

    24/10/2020 Duração: 16min

    Para Adriana Carranca, a poucos dias de escolher o presidente para os próximos 4 anos, eleitorado americano se mostra polarizado como nunca. Em grande parte, por causa da desinformação e da influência das fake news nos últimos tempos. Apesar do último debate mais civilizado, pesquisas mostram que eleitores de Donald Trump e Joe Biden já estão convictos do voto. Ouça o comentário.

página 1 de 2