Valor Econômico Na Cbn - Chrystiane Silva

Informações:

Sinopse

Informações frescas sobre o mercado de ações, oportunidades de negócio e dicas de investimento.

Episódios

  • Amanhã é dia de 'Super Quarta' no mercado financeiro

    15/06/2021 Duração: 04min

    Será anunciada a decisão sobre juros tanto no Brasil, quanto nos Estados Unidos. Já hoje, Gustavo Ferreira explicou que o ritmo de investidores foi semelhante ao de Nova Iorque, com realização de lucros na Bolsa e realocações táticas. O comentarista ainda disse que não são esperadas grandes surpresas pro anúncio norte-americano, diferente do que deve acontecer no Brasil.

  • Antecipação da vacinação em SP traz ânimo ao mercado nacional

    14/06/2021 Duração: 04min

    Gustavo Ferreira explica que a notícia trouxe concretude ao chamado 'trade da vacina' ou 'tese da reabertura'. 'Essa linha de pensamento tem sido presente, nos últimos meses, mas ficou desconectada da prática por muito tempo. Agora, essa esperança começa a ganhar clima de realidade', comenta.

  • Inflação freia alta no Ibovespa

    11/06/2021 Duração: 04min

    Apesar de bater oitavo recorde em sequência na segunda-feira, o índice brasileiro fechou a sexta demonstrando a apreensão dos investidores com o alto patamar da inflação em maio. A projeção do mercado é que o Brasil bata a meta da inflação em dezembro. O Ibovespa terminou a semana com queda acumulada de 0,5%. No câmbio, o dólar fechou com alta acumulada de pouco menos de 2%, vendido aos R$5,12.

  • 'Tem sobrado cautela no mercado nacional'

    10/06/2021 Duração: 03min

    Gustavo Ferreira explica que, depois do rali na bolsa nos últimos dias, a inflação começou a trazer mais preocupações e a ser levada mais em conta na tomada de decisões dos investidores. 'Estamos nas proximidades de uma nova decisão de juros, marcada para a próxima quarta-feira', lembrou o comentarista.

  • Sobe 'cheiro no ar' de alta na Selic acima do esperado

    09/06/2021 Duração: 04min

    Gustavo Ferreira esclarece que os juros podem ser puxados por mais de 0,75 ponto, daqui uma semana. 'Ainda que a Selic tenha que subir mais do que se esperava, a inflação acima de 8% mantém a renda fixa no campo dos juros negativos', completa.

  • Contrariando movimento de alta pelo mundo, dólar fecha no zero a zero, valendo R$ 5,03

    08/06/2021 Duração: 03min

    E o Ibovespa interrompeu a sequência história de oito altas, as últimas seis com recordes sendo batidos. 'Dia de realização de lucros aconteceu até que tardiamente', comenta Gustavo Ferreira. Índice fechou em baixa de 0,8%. E a Selic tem expectativa de alta mais forte; a decisão será tomada no dia 15. Crise hídrica entrou nos radares, o que deve influenciar a taxa.

  • Ibovespa é hexa

    07/06/2021 Duração: 04min

    Pela sexta vez seguida, o índice bateu recorde de pontos, com mais de 6% de ganhos acumulados no período. Mesmo assim, houve perda de fôlego nas primeiras horas do dia. Resultado do PIB divulgado na semana passada já não bastava para o ritmo de alta se manter; no entanto, sinalização da Câmara de que o auxílio emergencial não será renovado influenciou o mercado financeiro.

  • Ibovespa bate o quinto recorde seguido

    04/06/2021 Duração: 01min

    Na semana, o índice subiu mais de 3,5% e, pela primeira vez, na altura dos 130 mil pontos. O principal gatilho de alta foi o fato de a projeção do PIB brasileiro ter sido revisada para cima. O dólar renovou, pela terceira vez seguida, o patamar mais baixo no ano, indo aos R$ 5,03.

  • Mercado esquece a empolgação com o PIB e volta a olhar para os EUA

    03/06/2021 Duração: 04min

    Caminho do 'penta' do Ibovespa vai ser mais difícil amanhã. Hoje, o principal fundo que replica a carteira do índice em Nova York patinou na casa de 1%. Dois eventos tendem a determinar o movimento da Bolsa brasileira nesta sexta-feira: número de criação de vagas nos Estados Unidos e pronunciamento do presidente do Banco Central do país.

  • Na véspera do feriado, Ibovespa bate quarto recorde seguido

    02/06/2021 Duração: 04min

    Com alta de pouco mais de 1%, o índice ultrapassou, pela primeira vez, a marca dos 129 mil pontos. Já o dólar também caiu cerca de 1% e chegou ao menor patamar desde dezembro, com cotação a R$ 5,08. 'Bonança' no mercado financeiro, contudo, pode durar pouco devido à conjuntura política brasileira.

  • Junho 'não poderia ter começado melhor' para o mercado financeiro

    01/06/2021 Duração: 04min

    Após divulgação de crescimento acima do esperado no primeiro trimestre, Ibovespa teve pregão movimentado e bateu seu recorde pelo terceiro dia seguido, fechando, pela primeira vez, acima dos 128 mil pontos. Já o dólar caiu 1,5% e fechou a R$ 5,14, menor cotação do ano. Gustavo Ferreira destaca, no entanto, que retomada econômica no Brasil é desigual e que população mais pobre ainda não tem colhido benefícios do crescimento.

  • Maio positivo: Ibovespa sobe mais de 6% no mês e bate novo recorde

    31/05/2021 Duração: 04min

    O principal índice da bolsa do Brasil subiu 6,16% no mês e ultrapassou, pela primeira vez, a marca dos 126 mil pontos. Gustavo Ferreira explica que investidores ficaram divididos entre o bom crescimento da economia dos EUA e a possibilidade de redução dos estímulos no país. Ele afirma, no entanto, que o otimismo acabou pesando mais ao longo do mês.

  • Semana fecha com Ibovespa batendo recorde, acima de 125.500 pontos

    28/05/2021 Duração: 01min

    Marca anterior tinha sido conquistada na primeira semana de janeiro, quando o mercado descartava uma segunda onda da Covid-19. Esperança de reabertura sustentada da economia vem falando mais alto que temor com a possível terceira onda.

  • Dados dos EUA confundem, mas Ibovespa sobe e quase bate recorde

    27/05/2021 Duração: 04min

    Vários dados sobre a economia americana foram divulgados nesta quinta-feira, mas números não foram suficientes para que os investidores conseguissem prever os rumos do país. Apesar disso, Ibovespa conseguiu subir 0,30% e fechou aos 124.367 pontos. O índice ficou, portanto, a 0,57% do recorde histórico, registrado no início deste ano.

  • Em ritmo de 'montanha russa', Ibovespa sobe e se aproxima do recorde

    26/05/2021 Duração: 04min

    Puxado pelas ações de Petrobras, Vale e bancos, o principal índice da Bolsa de São Paulo fechou o dia em alta de 0,81%, aos 123.989 pontos — próximo, portanto, do recorde de 125 mil pontos. Já o dólar caiu 0,46% e fechou cotado a R$ 5,31.

  • Ânimo de ontem não passou de busca por pechinchas

    25/05/2021 Duração: 04min

    A animação vista na Bolsa brasileira ontem foi embora. EUA sinalizaram que, dependendo dos próximos dados sobre a economia, a chuva de dólares pode acabar. Nesta terça-feira, a moeda ficou 0,25% mais cara, fechando a R$ 5,34. Já a prévia da inflação de maio foi bem recebida pelo mercado.

  • Bolsa e dólar apontam para volta do apetite ao risco

    24/05/2021 Duração: 04min

    Ativos como o bitcoin, que se depreciaram na semana passada, registraram alta nesta segunda-feira. Com isso, bolsas em várias partes do mundo operaram também em alta. O Ibovespa subiu 1,17%, já o dólar caiu e fechou cotado a R$ 5,32. Boletim Focus divulgado hoje, no entanto, voltou a mostrar um cenário de incertezas.

  • Semana é marcada pelo fim da 'chuva de dólares', que se aproxima

    21/05/2021 Duração: 01min

    O Banco Central americano já admite que pode reduzir a injeção de recursos para controlar a crise causada pela pandemia. O resultado foi o estouro de bolhas especulativas, principalmente no setor de tecnologia. No entanto, alta nos preços de petróleo e minério seguraram o Ibovespa, que terminou a semana no zero a zero.

  • Ibovespa fecha no zero a zero em mais um dia de 'bolhas murchando'

    20/05/2021 Duração: 04min

    Derretimento do valor do bitcoin, que caiu 23% na quarta, foi estancado nesta quinta-feira. Em outros países, bolsas também se recuperaram. No Brasil, no entanto, Ibovespa não deslanchou por causa da queda nos preços de petróleo e minério — duas bolhas especulativas que continuam murchando.

  • Medo do 'estouro das bolhas' desanima investidores

    19/05/2021 Duração: 04min

    O temor foi reforçado, nessa quarta, pela queda de 23% no preço do bitcoin. Outros produtos muito especulados também registraram quedas. O resultado foi a alta de 1,13%, no dólar, que fechou aos R$ 5,31. Na bolsa, impacto negativo não foi tão forte: Ibovespa caiu apenas 0,28%.

página 1 de 2