Mourão: Um Nome, Várias Famílias

Experimente 7 dias Grátis Promoção válida para novos usuários. Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Mourão foi o patriarca de uma família de letrados. Eram padres, médicos, advogados, senhores de engenho e comerciantes. Foram responsáveis pela tradição do ‘Anel no Dedo’. Eram Cristãos-novos e por tal motivo, a família quase foi dizimada pelo Santo Ofício. Legaram à Portugal, aquele que foi considerado o mais celebre autor teatral do século XVIII.”
“Em 1717, Felipe de Freitas Mourão, fugia das minas de ouro do Pitangui com sua mulher e vinte escravos, e se estabelecia no local onde fundou uma vila, mais tarde chamada de São Gonçalo do Pará – MG.”
“Nasce, em 1811, Alexandre da Silva Mourão, o terceiro do nome, que viria a movimentar a história do Ceará. Verdadeira figura de romance, segundo o escritor Nertan Macedo.”
“Estamos em 1822, Pedro I gritava no Ipiranga que ele e o Brasil estavam independentes de Portugal. Venâncio Ribeiro Mourão era então um jovem de vinte anos, entusiasmado pela liberdade de sua Pátria.”
“Por volta de 1880, João Raymundo de Oliveira Mourão – o velho – foi cognominado São João da Mata, protetor dos cativos, por ter vencido ação libertatória em benefício dos escravos.”
Espero que este livro desperte em você um dos mais inquietantes dos sentimentos: a curiosidade. E que esta, o leve à busca e ao encontro de gratos e orgulhantes fatos.
Alexandre Silva Mourão