Patrística Pré Nicena

Patrística Pré Nicena

Sinopse

Nascido em ambiente judaico, o Cristianismo expandiu-se pelo Império Romano. Os escritores e os padres, normalmente homens cultos que se converteram ao Cristianismo, colocaram sua sabedoria a serviço da fé. Esta literatura nasceu das necessidades de testemunho e da exposição teorética clara da fé.
No final do século I e até meados do século II, há o domínio da ação dos Padres Apostólicos, interlocutores diretos do Império, do Judaísmo e da Filosofia helenista. São pessoas de intenso fervor que deixam páginas escritas "com o próprio sangue". Do embate entre Cristianismo e Filosofia, surgem as heresias; por isso, a partir da segunda metade do século II e durante todo o século III entra em ação a obra dos apologistas.
Sem perder sua fisionomia original, o Cristianismo começa a desenvolver uma Filosofia e Teologia que demonstram sua essência doutrinal. Hoje, esta literatura possui um caráter oficial, pois é feita em função da ortodoxia e se encontra muito próxima das fontes: Jesus Cristo, os apóstolos e seus sucessores e a vida das primeiras comunidades.

Quem ouviu esse, ouviu também: