Comunicação

Comunicação

Sinopse

Esta obra pretende contribuir com os agentes pastorais e responsáveis pela área de Comunicação Social da Igreja.

Como assinala Feslan Filho, quando o tema é comunicação e Igreja, ambiguidades e dilemas existenciais se fazem presentes. Após ler o livro de Joana T. Puntel, entendemos que alguns desses dilemas podem ser traduzidos em confrontos conceituais, tais como: comunidade versus centralidade; resistência versus deslumbramento; cultura versus culturas. O leitor se vê diante de uma instituição que constrói seu caminho no embate civilizatório entre uma busca contínua pela fidelidade a seu destino divino e a concretude do chão que pisa, como se houvesse divórcio possível entre estes dois viveres.

Na verdade, falar de comunicação e/na/da Igreja é, para Puntel, contemplar um caminho que atravessa as diferentes e sucessivas camadas normativo-procedimentais, vivenciadas em complexos contextos históricos, em direção ao âmago da missão que há dois mil anos ela persegue: ser fiel ao seu fundador, comunicar a Boa-Nova, evangelizar num mundo em permanente ebulição, sem se aperceber, contudo, que para além do empirismo da ação, uma reflexão profunda, que leve em conta as conquistas epistemológicas das ciências sociais, se faz necessária sobre o significado e as modalidades do ato de comunicar.

Quem ouviu esse, ouviu também: