Auto Da Alma

Experimente 7 dias Grátis Promoção válida para novos usuários. Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Em Auto da alma, Gil Vicente apresenta duas ideologias cristãs distintas. Enquanto Erasmus demonstra modernidade, liberdade de pensamento e expressão, ou seja, fazendo da Bíblia um objeto a ser estudado e interpretado individualmente, Júlio II, o Papa, exprime o lado imperial e dogmático da Igreja, alegando que fora da mesma não há salvação para a alma. Ambas ideologias acabam por se contradizer em determinados aspectos, como se pode perceber no decorrer da peça. No entanto, isso é justamente um artifício do autor para provocar uma reflexão no sentido de abranger o melhor de cada uma das posições, de maneira que o leitor possa observar a realidade conforme a peça é representada.