Linha Direta

Experimente 7 dias Grátis Promoção válida para novos usuários. Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Bate-papo com os correspondentes da RFI Brasil pelo mundo para analisar, com uma abordagem mais profunda, os principais assuntos da atualidade.

Episódios

  • Linha Direta - Bolívia tenta sair do vácuo de poder e evitar cenário de guerra civil

    Linha Direta - Bolívia tenta sair do vácuo de poder e evitar cenário de guerra civil

    12/11/2019 Duração: 05min

    A Bolívia oscila entre a incerteza e a violência. A incerteza é resultado da desintegração do poder político após a renúncia de Evo Morales. A violência entre grupos armados que saqueiam e incendeiam casas e comércios, pode também levar a enfrentamentos generalizados de facções a favor e contra o agora ex-presidente indígena. Para evitar o risco de uma guerra civil, a Bolívia tenta a partir desta terça-feira (12) sair do maior problema que a renúncia deixou: um país sem governo e um perigoso vácuo de poder. Evo Morales deixou a Bolívia na segunda-feira (11) e seguiu para o México, onde recebeu asilo político. Márcio Resende, correspondente da RFI na América Latina Submersa numa acefalia política, a Bolívia tenta a partir de hoje reconstruir um mínimo de estrutura política, depois da renúncia de Evo Morales e de toda a linha sucessória na Câmara de Deputados e no Senado. A segunda vice-presidente do Senado, Jeanine Añez, convocou para esta terça-feira (12) os legisladores a uma sessão com o objetivo de ap

  • Linha Direta - Extrema direita cresce e se torna 3ª força política na Espanha

    Linha Direta - Extrema direita cresce e se torna 3ª força política na Espanha

    11/11/2019 Duração: 05min

    O Partido Socialista (PSOE), do atual primeiro-ministro Pedro Sánchez, venceu as eleições legislativas desse domingo (10) na Espanha, mas sem conquistar a maioria. O partido da extrema-direita VOX saiu fortalecido das urnas, mais do que duplicou sua representatividade e se tornou a terceira força política do país. O Parlamento espanhol está mais fragmentado do que nunca. Nenhum bloco, de esquerda ou de direita, tem maioria para formar com facilidade um novo governo, mas Sánchez é o que tem mais chances de formar uma coalizão. Por Fina Iñiguez, correspondente da RFI na Estpanha Sete meses depois das últimas eleições gerais na Espanha, 37 milhões de espanhóis foram chamados às urnas para desbloquear a situação política. No entanto, os resultados da votação não parecem facilitar a formação de um novo governo: nem o bloco da esquerda, nem o da direita somam os 176 deputados necessários para a maioria absoluta. A esquerda permanece o maior bloco no Parlamento. O Partido de Pedro Sánchez foi novamente o mais vo

  • Linha Direta - Sob embalo de vitória de Lula, esquerda latino-americana se reúne em Buenos Aires

    Linha Direta - Sob embalo de vitória de Lula, esquerda latino-americana se reúne em Buenos Aires

    08/11/2019 Duração: 05min

    Os líderes da esquerda latino-americana se reúnem neste fim de semana em Buenos Aires para consolidar uma nova aliança progressista que pretende conter o avanço da direita na região. É o chamado "Grupo de Puebla", que está eufórico com a iminente liberdade de Lula no Brasil e com a vitória de Alberto Fernández na Argentina. Márcio Resende, correspondente da RFI em Buenos Aires Entre os líderes reunidos em Buenos Aires estarão ex-presidentes como Dilma Rousseff, José Mujica, e Fernando Lugo. No total, o grupo tem 32 políticos de 12 países, entre os quais o próprio Lula, para quem o grupo já pedia a liberdade e denunciava perseguição política. O nome "Puebla" vem da cidade mexicana na qual o grupo foi timidamente lançado, em julho passado. Entre os fundadores da aliança, está o brasileiro Aloízio Mercadante, uma referência do PT; o recém-eleito presidente da Argentina, Alberto Fernández, e o ex-candidato a presidente chileno Marco Enríquez-Ominami. O grupo é um novo eixo progressista que pretende unir líd

  • Linha Direta - Alinhado aos EUA, Brasil deve votar a favor do embargo à Cuba na ONU

    Linha Direta - Alinhado aos EUA, Brasil deve votar a favor do embargo à Cuba na ONU

    07/11/2019 Duração: 04min

    Em clima de acirramento das tensões, a Assembleia Geral da ONU votará nesta quinta-feira (7) uma resolução para colocar um fim ao embargo imposto há décadas pelos Estados Unidos a Cuba. Devido ao alinhamento do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, ao governo americano, o Brasil deve votar a favor do bloqueio, rompendo uma tradição de quase três décadas. Nathalia Watkins, correspondente da RFI em Nova York A votação deste ano é especialmente tensa. Os ataques verbais entre Cuba e Estados Unidos aumentaram nos últimos dias. O ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, denunciou em Nova York que os Estados Unidos "estão adotando intensas ações de pressão e chantagem contra os Estados-membros das Nações Unidas com o objetivo de corroer o padrão de votação". Ao que tudo indica, o Brasil deve votar a favor do embargo. A mudança de posição faria parte do alinhamento do governo do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, a Washington. Especula-se, porém, que Brasília possa optar pela abstenção, qu

  • Linha Direta - Polônia está na mira do Tribunal Europeu e pode ser punida

    Linha Direta - Polônia está na mira do Tribunal Europeu e pode ser punida

    06/11/2019 Duração: 04min

    O Tribunal de Justiça da União Europeia, a mais alta instância jurídica do bloco, rejeitou a reforma que a Polônia implementou no Judiciário do país, em 2017. Para a Corte da UE, as mudanças infringem o Estado de Direito polonês. Com a decisão, a Polônia pode perder ainda mais os benefícios proporcionados pelo bloco.  Letícia Fonseca-Sourander, correspondente da RFI em Bruxelas Uma das consequências negativas da decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia contra a Polônia seria um futuro corte de investimento no país a partir do próximo Quadro Financeiro Plurianual QFP (2021-2027), o orçamento a longo prazo do bloco.  O QFP, uma espécie de pedra angular financeira da UE, fixa os limites de despesa do bloco e os alinha com suas prioridades políticas. Desta maneira, o risco de os outros países da União Europeia insistirem em regras menos favoráveis para a Polônia aumentaria.  Outro desdobramento possível se a Polônia não se alinhar com a decisão do TJUE, é a Comissão Europeia apresentar outro pedido

  • Linha Direta - Deputados árabes de Israel fazem greve de fome contra violência e inação da polícia

    Linha Direta - Deputados árabes de Israel fazem greve de fome contra violência e inação da polícia

    05/11/2019 Duração: 04min

    Os líderes árabes de Israel estão em greve de fome. O protesto, iniciado no domingo (3), visa denunciar o aumento da violência nas cidades israelenses de maioria árabe e a inação da polícia. Daniela Kresh, correspondente da RFI em Israel A liderança da minoria árabe de Israel, em greve de fome de três dias, está acampada em frente ao escritório do primeiro-ministro, em Jerusalém. O objetivo é chamar a atenção para o aumento da violência nas cidades árabes dentro de Israel. Um em cada cinco israelenses é árabe, o que contraria a noção de que, em Israel, só há judeus. Na verdade, 25% por cento dos israelenses não são judeus, sendo que 20% são árabes. Desde o começo deste ano, houve 80 assassinatos com armas de fogo nessas cidades e estima-se que, entre os quase 2 milhões de árabes-israelenses haja meio milhão de armas de fogo ilegais. Há uma semana, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu anunciou a formação de um comitê de combate à violência, mas a medida não parece ter sido suficiente. Críticas à ação

  • Linha Direta - Trabalhistas fazem campanha com proposta complicada sobre o Brexit

    Linha Direta - Trabalhistas fazem campanha com proposta complicada sobre o Brexit

    04/11/2019 Duração: 04min

    A nova eleição geral britânica marcada para 12 de dezembro embaralhou as cartas do jogo político no Reino Unido. Depois de todas as idas e vindas em torno do Brexit – que deveria ter acontecido na semana passada –, a classe política resolveu ajustar os seus discursos para atrair o eleitorado. Vivian Oswald, correspondente em Londres O primeiro-ministro Boris Johnson, que havia dito que o Reino Unido deixaria a União Europeia (UE) no último dia 31, com ou sem acordo, agora garante que o país só sai com acordo. Assim, tenta conquistar os eleitores que temem uma saída abrupta. A campanha de Johnson vai deixar claro que ele foi capaz de concluir um entendimento com os europeus que recebeu o primeiro sinal verde do Parlamento. Os termos negociados por sua antecessora, Theresa May, foram rejeitados três vezes pela Casa. Johnson se desculpou por não ter conseguido cumprir o prazo de 31 de outubro. Semanas antes, ele havia dito que preferia estar morto numa vala a ter de pedir prorrogação para a data de saída, o

  • Linha Direta - Congresso americano começa a votar trâmite de impeachment do presidente Donald Trump

    Linha Direta - Congresso americano começa a votar trâmite de impeachment do presidente Donald Trump

    31/10/2019 Duração: 04min

    O processo de impeachment do presidente Donald Trump deve ter suas regras votadas em plenário nesta quinta-feira (31). O anúncio foi feito pela líder da Câmara americana, Nancy Pelosi, surpreendendo republicanos e agitando o clima do Congresso. A instauração do processo deve ter impactos diretos nas eleições primárias dos democratas e seu resultado pode ameaçar a maioria do partido na Câmara. Ligia Hougland, correspondente da RFI de Washington De acordo com uma pesquisa da Suffolk University/USA Today divulgada esta semana, 36% dos eleitores são a favor da instauração do impeachment, 22% acham que a Câmara apenas deve continuar com a investigação, 37% dizem que a Câmara deve desistir do processo, e 5% não se posicionaram. Esta será a primeira vez em mais de 100 anos que um presidente americano que irá concorrer à reeleição passa por um processo como esse. Richard Nixon – que renunciou em 1974, antes de sofrer impeachment – e Bill Clinton – que sofreu impeachment em 1998, mas que não foi removido da Casa B

  • Linha Direta - Ventos semelhantes a furacão colocam Califórnia em alerta máximo contra incêndios

    Linha Direta - Ventos semelhantes a furacão colocam Califórnia em alerta máximo contra incêndios

    30/10/2019 Duração: 05min

    Várias regiões do estado americano da Califórnia estão sob alerta máximo: a previsão diz que os ventos piorem nas próximas horas e ultrapassem os 110 quilômetros por hora – o que alimenta ainda mais as chamas.   Por isso, o Serviço Nacional de Meteorologia emitiu o primeiro "aviso extremo de bandeira vermelha" da história nos arredores de Los Angeles. São pelo menos 11 focos de incêndio em toda a Califórnia e o mais devastador no momento é o do norte do Estado, que queima o condado de Sonoma, área famosa pelas vinícolas. A colheita de uva aconteceu há pouco mais de um mês, portanto produção de vinho de Sonoma e do Napa Vale não será atingida. Até o momento 76 mil hectares foram queimados – mais de duas vezes o tamanho da cidade de San Francisco, que fica a 70 quilômetros de Sonoma. Esse foco teve início há seis dias, e apenas 15% foi contido até o momento; 124 estruturas, entre comerciais e residenciais, já foram destruídas. Celebridades desalojadas Cerca de 185 mil pessoas precisaram sair de suas cas

  • Linha Direta - Número de refugiados e migrantes venezuelanos no mundo vai superar em breve o de sírios

    Linha Direta - Número de refugiados e migrantes venezuelanos no mundo vai superar em breve o de sírios

    29/10/2019 Duração: 04min

    A União Europeia e a Organização das Nações Unidas (ONU) realizam uma conferência internacional de solidariedade aos refugiados e migrantes venezuelanos na América Latina e Caribe. Até o final do ano, o número de venezuelanos que deixaram seu país deve chegar a cinco milhões de pessoas e, em breve, será maior que o de refugiados sírios no mundo. Letícia Fonseca-Sourander, correspondente da RFI em Bruxelas A informação é da Organização Internacional para as Migrações (OIM). Durante dois dias, centenas de representantes de governos, ONGs, organizações internacionais e sociedade civil debatem estratégias de apoio aos países que têm acolhido os migrantes para evitar xenofobia, exploração e violência sexual. Em Bruxelas, Eduardo Stein, representante especial do Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados) para a Venezuela, alertou que "os desafios para 2020 serão ainda maiores do que os enfrentados em 2019". Segundo a OIM, atualmente 16 países estão acolhendo os refugiados e migrantes venezuelan

  • Linha Direta - Uma pedra no sapato de Bolsonaro: o peronismo volta ao poder na Argentina

    Linha Direta - Uma pedra no sapato de Bolsonaro: o peronismo volta ao poder na Argentina

    28/10/2019 Duração: 04min

    O peronista Alberto Fernández, ex-chefe de gabinete de Cristina Kirchner, é o novo presidente eleito da Argentina. Ele terá como vice-presidente a própria Cristina Kirchner. Mas sua vitória não foi de lavada como se esperava. O presidente Mauricio Macri conseguiu diminuir pela metade a diferença que os separava. O crescimento de Macri consolidou um bloco opositor que pode permitir um equilíbrio de forças no Congresso. Márcio Resende, correspondente da RFI em Buenos Aires Começa uma transição que pode ser turbulenta na Argentina. Por isso, o governo Macri implementará nesta segunda-feira, dia 28, uma forte restrição para a compra de dólares por particulares. No seu discurso de vitória, Alberto Fernández pediu a liberdade de Lula, um ponto de colisão com o presidente brasileiro Jair Bolsonaro. Com mais de 97% das urnas apuradas, Fernández obteve 48,1% dos votos, contra 40,4% para Mauricio Macri. Esse seria um cenário de segundo turno em outros países, mas na Argentina se ganha com 45% dos votos. Essa difere

  • Linha Direta - Argentina: peronista Alberto Fernández pode vencer eleições presidenciais no 1° turno

    Linha Direta - Argentina: peronista Alberto Fernández pode vencer eleições presidenciais no 1° turno

    25/10/2019 Duração: 04min

    Os argentinos vão às urnas no próximo domingo para o primeiro turno das eleições para presidente e também para eleger metade da Câmara de Deputados e um terço do Senado. Não há pesquisa de intenção de voto que não indique uma vitória arrasadora do candidato peronista Alberto Fernández, contra quem o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, fez campanha. Mesmo assim, o presidente Mauricio Macri acredita que pode chegar ao segundo turno. Márcio Resende, correspondente da RFI em Buenos Aires Todos os analistas políticos são unânimes: é altamente improvável uma virada de Mauricio Macri. Assim, o que está em jogo é menos quem vai ganhar e mais quem realmente vai governar e como vai governar. No total, são seis candidatos, mas Alberto Fernández e Mauricio Macri juntos têm cerca de 87% das intenções de voto, revelando que a eleição se polarizou, deixando este primeiro turno com cara de segundo. Todas as pesquisas apontam para uma vitória do peronista Alberto Fernández entre 15 e 20 pontos acima do presidente Mau

  • Linha Direta - Espanha exuma restos mortais de Franco, enterrado ao lado de vítimas da guerra civil

    Linha Direta - Espanha exuma restos mortais de Franco, enterrado ao lado de vítimas da guerra civil

    24/10/2019 Duração: 04min

    A Espanha vive nesta quinta-feira (24) um dia histórico. O governo decidiu exumar os restos mortais de Francisco Franco, o general que comandou uma ditadura na Espanha por quatro décadas. O país era um dos únicos do mundo que mantinha o túmulo de Estado de um ditador. Luisa Belchior, correspondente da RFI em Madri Os restos mortais do ditador estavam dentro de uma igreja no Vale dos Caídos, um monumento próximo a Madri. Eles serão transportados de helicóptero para um cemitério discreto, o de El Pardo-Mingorrubio, no norte da capital espanhola. A exumação começou por volta das 11h, no horário local, anunciou o chefe de governo espanhol, Pedro Sánchez, durante uma coletiva de imprensa. A exumação foi decretada pelo atual governo, que enfrentou na Justiça a família de Franco, além de uma legião de apoiadores do ditador. Até pouco tempo atrás, esse era um grande tabu na sociedade espanhola. Sobretudo porque a transição para a democracia, na década de 1980, foi gradual, seguindo um acordo com militares. Desde

  • Linha Direta - Milhares de britânicos trocam Reino Unido pela Europa devido ao Brexit

    Linha Direta - Milhares de britânicos trocam Reino Unido pela Europa devido ao Brexit

    23/10/2019 Duração: 04min

    Exaustos com os desdobramentos do processo do Brexit, que já dura mais de três anos, os britânicos estão, mais do que nunca, deixando o país rumo à União Europeia (UE). O número de emigrantes que partem para o Velho Continente cresceu pelo décimo ano consecutivo. Cerca de 84 mil cidadãos deixaram o país rumo ao continente. Vivian Oswald, correspondente da RFI em Londres Eles eram apenas 58 mil antes em 2015, um ano antes do referendo de junho de 2016, quando os britânicos resolvem deixar a União Europeia. Em 2012, não passavam de 46 mil, quase a metade. O número se mantém em alta desde 2010. Os dados fazem parte de um estudo acadêmico da Universidade de Oxford e do Centro de Ciências Sociais de Berlim, com base em estatísticas oficiais de imigração do Reino Unido e da UE. O documento calcula que há 1,2 milhão de cidadãos britânicos vivendo na UE. E a grande maioria é considerada população economicamente ativa, ou seja, pessoas em idade de trabalhar. Segundo um dos co-autores do estudo, Daniel Auer, as inc

  • Linha Direta - Realizando protestos diários, Catalunha monopoliza debate político antes de eleições legislativas

    Linha Direta - Realizando protestos diários, Catalunha monopoliza debate político antes de eleições legislativas

    22/10/2019 Duração: 05min

    Depois de uma semana de manifestações e distúrbios em Barcelona, a situação continua tensa na Catalunha. A menos de 20 dias de novas eleições na Espanha – as quartas eleições gerais em 4 anos – a região continua monopolizando o debate político. Fina Iñiguez, correspondente da RFI em Barcelona Desde sábado (19) não houve mais distúrbios violentos nas ruas, embora as manifestações continuem acontecendo diariamente. Tudo indica que as ruas vão continuar aquecendo o debate político, pelo menos até as eleições de novembro. O balanço da semana de distúrbios mostra a dimensão do conflito. Quase 200 pessoas foram detidas, 28 delas presas preventivamente e sem fiança. Além disso, 600 pessoas ficaram feridas - metade policiais - e duas delas em estado grave. De acordo com dados da prefeitura de Barcelona, o prejuízo até o momento é de quase € 3 milhões em mobília urbana, € 25 milhões de perdas em transportes de mercadorias devido aos cortes nas estradas, € 7 milhões para as companhias aéreas, devido aos cancelamen

  • Linha Direta - Evo Morales enfrentará inédito segundo turno na Bolívia e perde controle no Congresso

    Linha Direta - Evo Morales enfrentará inédito segundo turno na Bolívia e perde controle no Congresso

    21/10/2019 Duração: 05min

    Evo Morales ganhou o primeiro turno das eleições bolivianas mas, apesar da vitória, o sabor é de uma amarga derrota para o seu objetivo de um quarto mandato. A contagem oficial de votos foi interrompida, gerando suspeitas de fraude. No Parlamento, Morales perde a hegemonia com a que governou a Bolívia durante 14 anos. Márcio Resende, correspondente em Buenos Aires Se Evo Morales tinha mais chances de ganhar logo no primeiro turno, num segundo, a tendência de vitória se inverteu. É o seu adversário, Carlos Mesa, quem tem agora mais chances de vencer porque toda a oposição tende a unir-se contra um quarto mandato para o presidente. "Evo Morales não podia considerar a possibilidade de um segundo turno porque sabia que, se não ganhasse no orimeiro, praticamente não teria chances no segundo. Toda a oposição vai se unir como aconteceu no referendo de 2016 que rejeitou esta mesma reeleição", indica à RFI o analista político boliviano, Raúl Peñaranda. Pela primeira vez em 14 anos de governo, Evo Morales não ganh

  • Linha Direta - Eleições na Bolívia podem pôr fim a 14 anos de Evo Morales

    Linha Direta - Eleições na Bolívia podem pôr fim a 14 anos de Evo Morales

    18/10/2019 Duração: 05min

    A Bolívia terá no domigo (20) as eleições mais disputadas desde a década de 1950 nas quais, pela primeira vez em 14 anos, o presidente Evo Morales pode perder. Se conseguir um controverso quarto mandato, Morales enfrentará o esgotamento de um modelo econômico há quatro anos em declínio associado a uma hegemonia absoluta de poder. Márcio Resende, correspondente em Buenos Aires Evo Morales sustenta-se no crescimento econômico e na redução da pobreza de um modelo em declínio enquanto Carlos Mesa quer acabar com a hegemonia autoritária mais extensa hoje na América Latina. Quem pode pôr fim ao sonho de um quarto mandato é o jornalista e escritor Carlos Mesa (2003-2005), do Comunidade Cidadã, uma coligação de Centro. Mesa pretende liderar um giro democrático, voltando ao poder depois do breve período em que, como vice-presidente, governou uma Bolívia em convulsão depois da renúncia do ex-presidente Gonzalo Sánchez de Lozada. "Democracia ou ditadura. É isso o que está em jogo. O governo atual não é ainda uma dit

  • Linha Direta - Elizabeth Warren desponta como a pré-candidata preferida dos democratas

    Linha Direta - Elizabeth Warren desponta como a pré-candidata preferida dos democratas

    16/10/2019 Duração: 06min

    O quarto debate do partido Democrata americano, realizado na noite de terça-feira (15), teve a participação de 12 pré-candidatos à presidência. O encontro não despertou uma reação muito entusiasmada da plateia, mas serviu para indicar que Elizabeth Warren, senadora pelo estado de Massachusetts, é a preferida, confirmando a percepção geral de que ela deve enfrentar Donald Trump nas urnas em novembro de 2020. Ligia Hougland, correspondente da RFI em Washington A primeira eleição interna dos democratas para definir quem vai disputar a Casa Branca será realizada em 3 de fevereiro, em Iowa. Esse é um estado importante, pois, desde 1996, todos os candidatos democratas que venceram em Iowa foram também escolhidos para representar a legenda nas eleições presidenciais. Nas últimas pesquisas, realizadas antes do debate de terça, Warren já liderava em Iowa, com 22,7% das intenções de voto. Joe Biden, vice-presidente de Barack Obama, ocupava o segundo lugar, com cerca de 19%. Com o favoritismo, Warren foi o maior a

  • Linha Direta - Turquia ignora sanções dos EUA e promete intensificar ataques no norte da Síria

    Linha Direta - Turquia ignora sanções dos EUA e promete intensificar ataques no norte da Síria

    15/10/2019 Duração: 04min

    O governo de Ancara minimiza a pressão internacional pelo cessar fogo, desdenha do avanço das tropas sírias ao longo da fronteira e entra no sétimo dia de operação militar, que já matou civis e desabrigou milhares de curdos. Fernanda Castelhani, correspondente da RFI em Istambul Uma semana depois de anunciar a retirada de tropas do norte da Síria, o governo de Washington determina sanções à Turquia. Foram várias ameaças da Casa Branca por redes sociais até esse anúncio oficial, que representa a primeira punição concreta contra a operação militar da Turquia no norte da Síria, apesar do próprio presidente americano, oito dias atrás, ter aberto caminho para a entrada das tropas turcas durante conversa com o presidente Tayyip Erdogan. É, na verdade, uma tentativa de remediar a brusca decisão de Donald Trump, que tinha contrariado todas as orientações dos serviços de inteligência, diplomacia e colegas de partido. Retaliação externa para reparação interna dos EUA Trump tem sofrido duras críticas, inclusive d

  • Linha Direta - Partido ultraconservador vence eleição na Polônia e prosseguirá reformas controvertidas

    Linha Direta - Partido ultraconservador vence eleição na Polônia e prosseguirá reformas controvertidas

    14/10/2019 Duração: 05min

    O partido do governo ganhou as eleições legislativas de domingo (13) na Polônia e poderá continuar a dirigir o país sozinho, sem precisar de parceiro de coalizão. Críticos temem que a vitória dos nacionalistas aprofunde ainda mais o rumo autoritário que o país tomou nos últimos anos e que Varsóvia continue em rota de colisão com a União Europeia (UE). Marcio Damasceno, de Poznan para a RFI O partido ultraconservador Direito e Justiça (PiS) venceu a votação com 45,16% dos votos, após a apuração de 82,79% das urnas. A esquerda voltará ao Parlamento polonês após uma ausência de quatro anos, enquanto a extrema direita também estará representada no plenário de 460 assentos. O principal partido de oposição, a Coalizão Cívica (KO, centrista), ficou muito atrás, com 26,1% dos votos, seguido pela esquerda (12,1%). O partido dos agricultores PSL, associado ao antissistema Kuki'z15, conseguiu 8,81% dos votos. Desde a mudança de governo em 2015, o PiS implementa uma agenda que visa um maior controle da imprensa e uma

Informações: